Você está aqui: Página Inicial Notícias Comércio é responsável por 30% das vagas de emprego em Guarulhos

Comércio é responsável por 30% das vagas de emprego em Guarulhos

A geração de emprego em Guarulhos (Grande São Paulo) manteve em novembro o bom desempenho do mês anterior, com a criação de 1.988 novos postos de trabalho. Com o resultado, a cidade aparece entre os 20 municípios que mais criaram vagas no país no período, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho.

Pelo terceiro mês consecutivo, todos os setores da economia de Guarulhos, a segunda maior do Estado de São Paulo, tiveram saldo positivo de vagas, considerando a diferença entre admissões e demissões. O destaque ficou para o comércio, que criou em novembro 607 vagas, mais de 30% do total. Desde abril, o saldo de empregos formais no setor atinge 2.534 novas vagas.

A indústria aparece em seguida, com 564 vagas criadas. No segundo semestre deste ano, o setor criou 2.916 vagas, mostrando recuperação depois da crise econômica internacional, e já apresenta saldo positivo por quatro meses consecutivos. Outro setor que também registrou resultados significativos é de serviços, com a criação de 436 postos de trabalhos - o acumulado no ano é de 2.287 vagas.

A construção registrou 238 postos de trabalho e manteve-se como o único setor com saldo positivo de vagas em todos os meses do ano, gerando um total de 2.676 novos postos de trabalho - superior à soma de todas as vagas criadas entre 2005 e 2008, que foi de 2.108 vagas.

O município registrou em novembro uma queda no número de demissões superior às médias estadual e nacional. Em Guarulhos, as demissões caíram 4,02% em relação a outubro, enquanto no Estado de São Paulo e no país as demissões tiveram quedas de 2,44% e 3,04%, respectivamente.

Em relação às admissões, Guarulhos teve uma queda de 3,21%, maior que as outras regiões analisadas. No Estado, as admissões caíram 2,92%, e no país, 1,46%. O número de admissões cresceu somente na região metropolitana de São Paulo, um leve aumento de 0,63%.

Ações do documento
comments powered by Disqus